Auxílio ao Diagnóstico Complementar

O diagnóstico orto-molecular, homeopático, de acupuntura e alimentar dependerá de uma somatória de dados obtidos por:

  • Anamnese (queixas de acordo com os sintomas)

  • Exame clínico (sinais evidentes pela avaliação física)

  • Exames subsidiários realizados fora da clínica (exames de sangue, exames com imagens etc)

  • Exames complementares realizados na clínica (Sistema EIS, microscopia, biorressonância entre outros)

Associados aos exames complementares realizados em consulta possibilitam vermos:

  • Disposição dos órgãos;

  • Perfil circulatório;

  • Perfil hormonal;

  • Sistema neuronal e nervoso autonômico;

  • Nutricionais

  • Orientação em medicina energética;

  • Perfil bioquímico

    • Estresse oxidativo,

    • Estado de hidratação,

    • Composição corporal,

    • Vitaminas e minerais em falta ou em excesso e

    • Desempenho esportivo.

    • Neuro-transmissores, como dopamina, serotonina etc, que são responsáveis por euforia, depressão, estresse, distúrbios comportamentais, dentre outros.

 

O que é necessário para realização do primeiro exame?

O eletro-escaneamento, com bio-ressonância é uma tecnologia não invasiva, não dolorosa, de rápido resultado, sendo necessária a retirada de metais como brincos, piercings, anéis, pulseiras, colares etc., devendo as unhas das mãos estarem sem esmalte para avaliação da oximetria. E quais são as contra indicações? Não devem fazer o exame pacientes portadores de marca passo, ou demais aparelhos eletrônicos, gestantes a depender da fase gestacional, crianças menores de 5 anos, lesões em extremidades, ou testa que impeçam o contato com os eletrodos.

 

Microscopias de campo claro e escuro com luz emissora de ondas RF de Zenek

Usados como triagem para orientar certas tedências, como nas doenças crônicas em geral, de caráter não genético, em que frequentemente ocorre a participação de algum agente infeccioso podendo a invadir a célula e em sendo tratado sintomaticamente, pode acabar evoluindo para câncer, AIDS, diabetes insulino-dependente e doenças degenerativas em geral, em casos de debilidade do sistema imune.

Também doenças auto-imunes, ou casos de hiperatividade do sistema imune, entre outros: artrites, nefrites, cistites, hipertensão, hipercolesterolemia, diabetes não insulino-dependente, obesidade simples, ou obesidade mórbida, gastrites, tendinites e demais acometimentos crônicos.

 

Uma vez confirmado o agente envolvido, por exames laboratoriais, o tratamento pode ser realizado, com uso da homeopatia, fitoterapia, acupuntura com ou sem agulhas e outros, ou associando-se todos para haver um resultado mais rápido e eficaz, situação altamente indicada no caso de doenças crônicas, ou recidivantes.


 

dna-free