Fadiga crônica: tratamento com suplementos e ervas

03 jun Fadiga crônica: tratamento com suplementos e ervas

Sentindo-se com Fadiga o tempo todo?
Você não está sozinha(o). Na verdade, a fadiga é uma das queixas mais comuns que levam os adultos a consultórios médicos. A boa notícia é que graças aos conhecimentos atuais em termos de suplementação, associada a avaliação clínica, laboratorial e corroborados pela bio-ressonância, podemos detectar a origem da fadiga e tratá-la sem efeitos colaterais.

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

Fadiga, algumas de suas causas são óbvias, como:
Falta de sono ou uma doença médica, mas muitos outros são mais difíceis de identificar:
Depressão ou ansiedade,
Excesso de trabalho,
Vida sedentária,
Fatores nutricionais, ou mesmo um
Medicamento pode contribuir para a fadiga ou causar uma sensação de baixa energia.

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

– A fadiga pode ainda ser devido a várias outras causas, tais como:
– Infecções,
– Déficit do Eixo Hipotálamo-Pituitário Adrenal (HPA)
– Pressão Arterial Anormalmente Baixa e Tonturas (Hipotensão Mediada Neuralmente)
– Deficiência Nutricional
– Insuficiência cardíaca congestiva,
– Hipotireoidismo ou diabetes.
– Perturbações do sono provocadas pela menopausa, ou
– Mudanças físicas que acompanham o envelhecimento.
– Correlações com síndrome de fadiga crônica:
– Fibromialgia,
– Viroses ou em recuperação de,
– Disfunção imunológica,
– Baixa de oxigênio,
– Problemas intestinais,
– Toxicidade de metais,
– Toxicidade química e sensibilidade química,
– Depressão e
– Dores musculares e articulares.

 

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

Das causas de fadiga a principal relaciona-se a deficiência das supra-renais, em geral devido a um estresse crônico.
Alguns fatores comuns que colocam o excesso de estresse em suas glândulas supra-renais como:
– Raiva, medo, ansiedade, culpa, depressão e outras emoções negativa.
– Excesso de trabalho, incluindo a tensão física ou mental
– Excesso de exercício
-Privação de sono
– Interrupção do ritmo circadiano pela luz (como trabalhar no turno da noite ou muitas vezes ir dormir tarde)
-Entre as infecções destacam-se:
– Vírus Epstein-Barr, também conhecida como mononucleose
– Herpesvírus humano 6, comum em pacientes com AIDS ou em receptores de transplantes, ou usuários de imunossupressores
– Infecção por enterovírus
– Rubéola
– Candida albicans
– Bornavirus
– Mycoplasma
– vírus Ross River
– Coxiella burnetti, o agente que causa a febre Q
– HIV, o vírus que causa a SIDA,
– Vírus xenotrópico de vírus da leucemia murina (XMRV), um gammaretrovirus

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

Se há Fadiga é fundamental comer corretamente para ter a energia correta: uma dieta equilibrada que inclua uma variedade de carboidratos, proteínas e gorduras, com ênfase em vegetais, grãos integrais e óleos saudáveis. Mas, tomar um multivitamínico aleatoriamente não vai garantir que você obtenha as vitaminas e minerais que você precisa, somente tendo exames em mãos, juntamente com a análise dada pela bio-ressonância, poderemos estabelecer quais os suplementos estão deficientes, para repô-los adequadamente. – Praticar exercícios ao sol pode ser uma ótima dica também.

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

As pessoas com Fadiga crônica têm esmagadora fadiga e uma série de outros sintomas que não são melhorados pelo repouso em cama e que pode piorar após a atividade física ou esforço mental. Eles muitas vezes funcionam em um nível substancialmente menor de atividade do que eram capazes de antes que eles ficaram doentes. Além da fadiga severa, outros sintomas incluem dor muscular, perda de memória ou concentração mental, irritação, insônia e mal-estar pós-esforço com duração superior a 24 horas. Em alguns casos, o CFS pode persistir por anos.

 

Terapia com Suplementos:

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

SUPLEMENTAÇÃO:
Indicados a Fadiga de acordo com a avaliação clinica, exames complementares e corroborados pela bio-ressonância para sabermos qual a opção certa em cada caso, aqui apenas alguns exemplos:
– B-50, 2-3 vezes por dia por 3 meses
– Ácido fólico de 1 a 10 gr ao dia por 3 meses
– Vitamina B-12 2,5grms 3 a 4 x por semana por 3 a 4 meses
– Vitamina C de 10-15 gramas por dia, em doses divididas
– Zinco 30-45 mg ao dia de picolinato de zinco
– Magnésio quelato
– CoQ10 200-400 mg de 3 a 4 doses ao dia
– Acetil-L Carnitina 2 e ½ gramas ou mais, ao dia 3-4 vezes ao dia
– Ginseng
– 5-HTP 750 mg por dia.

 

Demais Tratamentos (Técnicas complementares):

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”fadiga”/fadiga

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução de quadros de Fadiga através da associação da homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado.
Entre outras ervas cito Alecrim, cavalinha, tribulus.
Claro que todas essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas.
E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode até requerer o acompanhamento de demais especialistas.
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

 

 

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

 

Sem Comentários

Deixe um Comentário