Síndrome e Doença de Cushing ou Hipercortisolinismo

15 fev Síndrome e Doença de Cushing ou Hipercortisolinismo

Hipercortisolinismo ou Hiperadrenocortisolismo Ou Doença de Cushing, é um conjunto de sinais e sintomas decorrentes do excesso de cortisol . – O cortisol pode ser liberado pela glândula adrenal, quando o problema for unicamente na Adrenal, ou por medicação, então temos a Síndrome de Cushing. 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/>Hipercortisolinismo

Hipercortisolinismo for a resposta à liberação de ACTH na glândula pituitária do cérebro, temos a Doença de Cushing.

           

  HIPERCORTISOLINISMO DOENÇA DE CUSHING – SINTOMAS:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/>Hipercortisolinismo

SINTOMAS / SINAIS:
A Síndrome de Cushing pode ser detectada através de vários sinais e sintomas.
Os principais são:
· O mais prevalescente é a obesidade, que ocorre em cerca de 90% dos casos, principalmente na região abdominal.
· A pletora facial ocorre em cerca de 70% dos pacientes.
· A fraqueza muscular ocorre em 60% dos pacientes e é um sintoma de maior especificidade.
· A hipocalemia costuma ser proeminente e, por vezes, é a única alteração sugestiva de Cushing em pacientes com secreção ectópica de ACTH.
– Quando ocorre aumento importante dos pêlos, pode ocorrer também o surgimento de espinhas (acne) na face e no tronco, e nas mulheres pode surgir mudança na voz, queda do cabelo semelhante a calvície masculina e diminuição das mamas.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/>Hipercortisolinismo

Diagnóstico da Síndrome de Cushing pelos principais sintomas/sinais identificados pelo mnemônico – CUSHING:
– Cicatrizes roxas na face ou abdômen, Colágeno frágil, risco de Cálculos renais e Crescimento desacelerado;
– Urina com cortisol livre e com muita glicose;
– Sensibilidade da pele e ossos, frágil e com cicatrização lenta;
– Hipertensão, Hiperglicemia e Hipercortisolinismo;
– Imunidade inibida, Irregularidade no ciclo menstrual (mulheres) ou Impotência (homens);
– Neuroses (depressão e ansiedade) e Neoplasias (se for endógeno);
– Gordura excessiva na face, pescoço, barriga e costas.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/>Hipercortisolinismo

DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME:
Quando a síndrome de Cushing for suspeita, tanto o teste de supressão com dexametasona (administração de dexametasona e determinação freqüente de cortisol e ACTH), ou uma medição urinária de 24 horas para o cortisol oferecem taxas de detecção iguais. – O cateterismo do seio petroso é o padrão-ouro para diferenciar entre as causas, ACTH-dependentes, mas usualmente é reservado para pacientes sem alterações hipofisárias ou com tumores hipofisários menores que 6 mm.

 

Terapia com Suplementos:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/>Hipercortisolinismo

Seguem alguns exemplos a serem indicados em conformidade com os dados clínicos, laboratoriais e confirmados pela bio-ressonância, aqui apenas algumas possibilidades:
 1.Vitaminas do complexo B, são importantes para desintoxicação, a digestão de proteínas.
 2. ácido fólico.
 3. vitamina B-12.
 4. – vitamina C por dia, em doses divididas.
 5.- Zinco.
 6. Magnésio.
 7. CoQ10.
 8. Acetil-L-carnitina.
 9. Ginseng
 10.ácidos graxos, ômegas.
 11.Triptofano
 12. D-L Fenilalanina
 13. Licorice
 14. Pfaffia

Demais Tratamentos (Técnicas complementares):

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/>Hipercortisolinismo

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução da Doença de Cushing ou Hipercortisolinismo através da associação da homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado. Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas. E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de especialistas. complementares . Os pacientes devem sempre consultar um profissional de saúde qualificado antes de iniciar o tratamento, ou medidas preventivas. 
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

 

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Hipercortisolinismo”/Hipercortisolinismo

Referências:
http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml – http://orthomolecular.org/nutrients/micronutrients.shtml – http://www.wellsphere.com/digestive-health-article/cushing-s-syndrome/696550#sthash.3AwVz6P9.dpuf – http://www.bioresonancetherapy.eu/what-is-bioresonance-therapy/ – http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml – http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml – WEBSITES acessados em 23-2-2015 às 14:00hs – See more at: http://www.criesaude.com/sindrome-e-doenca-de-cushing-ou-hipercortisolinismo/#sthash.5alW5k7j.dpuf  
https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Cushing

Sem Comentários

Deixe um Comentário