INSONIA e tratamento pela suplementação e homeopatia

12 mar INSONIA e tratamento pela suplementação e homeopatia

Insonia é definida pela resposta positiva a qualquer uma das duas perguntas: “você sente dificuldade para dormir?” ou “você tem dificuldade de iniciar ou manter o sono?

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Insonia pode ser classificada em insonia primária e secundária. a insonia primária é uma desordem do sono devido a uma causa não médica, psiquiátrica ou ambiental. É descrito como uma queixa de início do sono , ou perturbação da manutenção do sono, ou a experiência de sono não refrescante. Em ambos os casos as predisposições bioquímico-moleculares devem ser devidamente avaliadas e corrigidas.

  
<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Insonia : Caso haja a manutenção de um padrão não reparador do sono, com ausência da fase REM, quando incidem sonhos, por exemplo, várias complicações orgânicas e psíquicas podem surgir:
– Baixa performance
– Lentidão
– Perda de concentração
– Riscos de depressão e ansiedade
– Obesidade
– Hipertensão
– Queda da imunidade
– Risco cardíaco
– Risco de Diabetes
A causa mais comum da insônia é quando nosso cortisol está fora de equilíbrio, que significa que é muito alta durante a noite. Isso fará com que você ficar acordado. O cortisol é o hormônio seu corpo produz em resposta ao estresse, real ou imaginário, que é por isso que é comumente referido como “hormônio do estresse”. Cortisol é suposto ser alta na parte da manhã quando você acorda e lentamente mais baixo durante o dia. No entanto, se você está estressado, o cortisol pode estar elevado à noite e manter sua energia elevada e você acorda.

 
   
<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Se você tem uma queda da função da tireoide é mais provável que você tenha baixa função das glândulas supra-renais. Elas trabalham juntas. Esgotamento adrenal pode vir quando tivermos de lidar com o stress crónico a longo prazo. Suas glândulas supra-renais ficam sobrecarregados pelo trabalho, o resultado é que você irá se sentir exausta(o), muitas vezes deprimida(o), com insônia, e seu tônus muscular diminui, enquanto aumenta a gordura corporal. Sua função da tireóide está intimamente associada à sua função adrenal, que está intimamente relacionada pela forma como você lida com o estresse.

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Como você lida com o estresse, o seu corpo pode ter alimentação suficiente para lidar com isso ou não. A maioria de nós estamos sob estresse, o que resulta em aumento dos níveis de adrenalina e cortisol e cortisol elevado tem um impacto negativo sobre a função da tireóide. os níveis de hormônio da tireóide caem durante o estresse, enquanto que você realmente precisa de mais hormonas da tiróide durante períodos de estresse.

  

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Outro aspecto da insonia é a higiene do sono, que é uma prática comportamental e ambiental recomendada, para minimizar a Insonia. Médicos pesquisadores avaliaram a higiene do sono de pessoas que se apresentam com insônia e outras condições, tais como depressão, e recomendaram práticas de higiene do sono, incluindo:
– o estabelecimento de um horário de sono regular,
– usando sestas com cuidado,
– não se exercitar fisicamente ou mentalmente muito perto da hora de dormir, limitar a preocupação,
– limitar a exposição à luz nas horas antes de dormir,
– sair da cama se o sono não vier,
– não usar cama para qualquer coisa, mas apenas ao sono e sexo,
– evitar álcool, bem como a nicotina, cafeína e outros estimulantes, principalmente nas horas antes de dormir,
– e ter um ambiente tranquilo e confortável de sono.

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Fatores circunstanciais, como tipo de colchão, posição da cama, ondas EM que influem localmente etc também podem ser investigados na avaliação inicial. Estes mesmos fatores interferem em nosso eixo

 

Terapia com Suplementos:

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do sono, da Alimentação, da atividade física, dos fatores pH, do Eixo e mesmo da sexualidade.
Indicados à Insonia de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bio-ressonância para sabermos qual a opção certa em cada caso, aqui apenas alguns exemplos:
Deficiências de várias vitaminas são conhecidos por estarem associados com a irritabilidade. Estes podem incluir:
– Niacina,
– Ácido pantotênico ,
– Tiamina,
– Vitamina B67,
– B6 e vitamina C.
– L-teanina
– Indução do sono GABA,
– Se sobrecarga cerebral ou sono com ansiedade 5-HTP,
– Triptofano ou Melatonina.
– Minerais: ferro, lítio, magnésio, manganês, potássio, quelato.
– Desintoxicação de metais pesados.
– Corrigir hipoglicemia reativa e alergias alimentares
– Extrato de Melissa Extrato de Valeriana Extrato Seco de Passiflora
– Betaína
– L-Glutamina
– L-Taurina
– Kawa-kawa

 

Demais Tratamentos (Técnicas Complementares):

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução de quadros de Insonia através da associação da homeopatia, ervas e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado. Entre outras Ervas, podemos citar : Kawa-kawa, Astrágalo , Echinacea, Valeriana, Ashwaganda, Verbasco, Folha de oliveira, Tomilho. Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas.
E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de demais especialistas.
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

 

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Referências:                                                             http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml    http://orthomolecular.org/nutrients/micronutrients.shtml American Psychiatric Association: Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Third Edition, Revised. Washington, D.C., American Psychiatric Association, 1987. Hanes: Health and Nutrition Examination Survey. U.S. Dept. of HEW Publication No. (HRA) 74-1219-1, Rockville, MD, 1974. Tucker DM et al: Nutrition status and brain function in aging. Am. J. Clin. Nutr. 52:93-102, 1990.                                                            http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2010/10/02/secrets-to-a-good-night-sleep.as                                                  http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml                                                            http://www.csom.ca/wpcontent/uploads/2013/01/Orthomolecular-Treatment-for-Insomnia-OMT-2009.pdf Acessados em 23-3-2015 às 5:00hs

 

Sem Comentários

Deixe um Comentário