Dores por over-training

03 mar Dores por over-training

Overtraining pode ser descrito como um ponto onde uma pessoa pode ter uma diminuição no desempenho, ou estabilização, como resultado da incapacidade de executar de forma consistente um determinado nível ou carga de treino, por ser superior à sua capacidade de recuperação

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”overtraining” />overtraining

Overtraining – É bom desafiar a si mesmo além de seus próprios limites físicos aparentes. Isso é verdade pelo menos para o primeiro dia ou dois depois de um treino exaustivo.
Uma vez que a dor realmente se estabelece, no entanto, pode ser insuportável para completar os movimentos, mesmo muito básicas.
Deixam a fazer progressos, e pode mesmo começar a perder força e aptidão.
Overtraining é também resultante de fadiga crônica, cansaço, ou estresse excessivo em atletas.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”overtraining” />overtraining

Boa notícia é que existe uma variedade de maneiras para prevenir e resolver a dor muscular deste tipo.
Drenando o ácido lático:
Dor muscular ocorre quando o corpo começa a produzir e armazenar ácido láctico.
Você pode reduzir a quantidade de ácido lático, que é produzido durante todo o exercício, certificando-se sempre de aquecimento e arrefecimento.
Manter o corpo bem hidratado é uma parte essencial da reparação muscular.
Ele também ajuda a eliminar as lojas de ácido láctico.
O que mais você bebe, mais capazes que seus músculos estarão para se recuperar das exigências que você colocou sobre eles.

 
<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”overtraining” />overtraining

Sugere-se que existam diferentes variações de overtraining:
1ª A repetição do mesmo movimento como certo levantamento de peso e rebatidas de beisebol podem causar estabilização do desempenho devido a uma adaptação do sistema nervoso central que resulta de uma falta de estimulação.
2ª um segundo exemplo de sobretreino é descrito como um tipo resultante do excesso de trabalho crónica em que o sujeito pode ter a formação com muito alta intensidade ou um volume elevado e não permitindo o tempo de recuperação suficiente para o corpo. É importante notar a diferença entre overtraining e over-reaching.; over-reaching é quando um atleta está passando por treinando duro, mas com recuperação adequada, overtraining no entanto, é quando um atleta está passando por treinando duro sem a recuperação adequada.
Graças também a dedicação e insistência nos treinos, mas sobretudo aliada a correção dos fatores bioquímico-moleculares, um melhor desempenho pode ser mais facilmente alcançado.

 

Terapia com Suplementos:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”overtraining” />overtraining

A terapia diária, deve ser estabelecida de acordo com os dados clínicos, orientação oficial e ainda rechecados através da bio-ressonância.
Aqui apenas alguns exemplos:
1.Vitaminas do complexo B, são importantes para desintoxicação, a digestão de proteínas, e muitas outras funções vitais nas células que podem aumentar a energia e diminuir a dor.
2. ácido fólico.
3. vitamina B-12.
4. vitamina C 50 a 250mg por dia, em doses divididas.
5. zinco.
6. magnésio.
7. CoQ10.
8. acetil-L-carnitina.
9. Ginseng demais raízes
10.ácidos graxos, ômegas.
11.Triptofano.

 

Demais Tratamentos (Técnicas complementares):

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”overtraining” />overtraining

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução dos quadros de Dores por Over-training através da associação da homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado.
Entre outros, deve-se tomar água suficiente para manter a urina clara em tom amarelo palha a transparente é a recomendação geral para aqueles que estão envolvidos em treinamento físico intenso e eliminar as fontes de acúmulo ao ácido láctico.
Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”overtraining” />overtraining

E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode até requerer o acompanhamento de demais especialistas.
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

 

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir,
mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 
<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”overtraining”/overtraining

Referências:
http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml
http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml
http://remediesforhealth.wordpress.com/2012/11/28/natural-remedies-for-muscle-aches-due-to-over-exercising/
http://www.encognitive.com/node/1108
http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml
http://orthomolecular.org/nutrients/carbs.shtml

Sem Comentários

Deixe um Comentário