Próstata e acometimentos

09 nov Próstata e acometimentos

Mais de 500.000 pessoas, em todo o mundo, são diagnosticadas com câncer de próstata a cada ano e é a causa direta de mais de 200.000 mortes. 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

Próstata – A diminuição do jato urinário é um dos principais indicadores de acometimento prostático.
Todos os homens estão em risco de problemas da próstata.
A hiperplasia prostática benigna (HPB, ou HBP). A HBP, também é conhecida como um aumento da próstata, é o crescimento da glândula a um tamanho insalubre. As chances de um homem de ter BPH aumentam com a idade:
-Idade 31-40: um em cada 12
-Idade 51-60: cerca de um em cada dois
-Com idade acima de 80: Mais de oito em cada 10
No entanto, apenas cerca de metade dos homens já têm os sintomas da HBP que necessitam de tratamento. A HBP não conduz diretamente ao câncer, embora ambos sejam comum nos homens idosos.

 

 Câncer de próstata:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

O câncer de próstata é o câncer mais comum em homens (além de câncer de pele). Cerca de um homem em seis serão diagnosticados com câncer durante sua vida. Mas, como o câncer de próstata é geralmente de crescimento lento, apenas cerca de um em cada 35 homens morrerão disso.
Ninguém sabe exatamente o que causa o câncer de próstata, mas alguns dos fatores de risco associados incluem:
-História de família. Ter um pai ou irmão com esse tipo de câncer mais do que duplica o risco. Apesar de que com as medidas de ação epigenética possam conter a ação genética.
-Prostatite. Diferentemente da maioria dos problemas de próstata, prostatite – inflamação ou uma infecção da próstata – ocorre mais frequentemente em homens jovens e de meia-idade, o problema ocorre quando a prostatite se torna crônica.

 
<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

-Focos de infecção crônica no organismo como canais dentários, micoses de unha crônicas, disbiose crônica com aumento da permeabilidade intestinal.
-O aumento da ingestão de vitamina K2 pode reduzir o risco de câncer de próstata em 35 por cento, de acordo com os resultados do estudo prospectivo europeu em Câncer e Nutrição (EPIC).
Estudos recentes têm sugerido a vitamina K pode ser utilizada terapeuticamente no tratamento de doentes com cancro do pulmão, do fígado, trato digestivo e leucemia.
A vitamina K é essencial na prevenção de doenças do coração, bem como, ajuda a prevenir o endurecimento das artérias – um fator de risco comum na doença arterial coronariana e insuficiência cardíaca.

 

Acometimento prostático em vista topográfica de perfil
Recomendações de como prevenir e tratar o câncer de próstata Naturalmente:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

Limpe a tua boca de infecções ocultas dos canais radiculares, obturações de amálgama, decadência e infecções gengivais.
Eliminar:
Refinados e alimentos com elevado índice glicêmico como o açúcar, massas, batatas, pão.
A maioria dos laticínios, a começar pelo leite.
A maioria dos peixes, devido aos altos níveis de contaminação por mercúrio e PCB
Também incorporar alimentos ricos em licopenos naturais, tais como:
Tomates
Framboesas
Melancia
Repolho alimentos da família, como brócolis e brotos de brócolis para ajudar a controlar o excesso de estrógenos, o verdadeiro inimigo da próstata.
Tome um óleo de peixe de alta qualidade com a vitamina E, ômega 3 para reconstruir os níveis de gordura, que são deficientes na maioria das pessoas e uma das principais causas da inflamação e doença.

 
<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

De acordo com um estudo anterior, os homens com níveis mais altos de vitamina D no sangue tinham metade da probabilidade de desenvolver formas agressivas de câncer de próstata que aqueles com menores quantidades.
Para garantir que você está recebendo quantidade suficiente de vitamina D, tornar-se-á um hábito saudável a exposição ao sol regularmente – no mínimo 15 minutos por dia com pelo menos 40 por cento de seu corpo descoberto.

  

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

Procurar evitar biópsias, pois danificam a próstata podendo espalhar ou causar câncer.
Pesquisas mais recentes começaram a questionar os tratamentos convencionais, em que podem não ser necessários para a maioria dos homens diagnosticados com um baixo grau da doença.
Já o teste de PSA tem sido criticado como inútil. Por exemplo, em 2004, Stanford University News relatou:
“A ferramenta de triagem mais comumente utilizado para a detecção de câncer de próstata – o teste de PSA -. É praticamente inútil para prever o risco dos homens de contrair a doença. Eles concluíram que como uma tela, o teste indica nada mais do que o tamanho da glândula da próstata”.
Por todos esses inconvenientes é de fundamental importância associarmos o sistema EIS, juntamente com a bio-ressonância para diagnosticarmos e estadiarmos melhor os cânceres em geral.

 Terapia com Suplementos:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

De acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bio-ressonância para sabermos qual a opção certa em cada caso, aqui só alguns exemplos:
-Selenio
-Vitaminas C, E, K2, D3
-Beta caroteno
-Curcumina
-Viscum album extrato
-Zinco quelado
-Dutasterida
-Boro
-DHEA
-Discoria Vilosa
-Pregnenolona
-Yam Mexicano
-Aspartato de Magnésio
-Bioflavonóides Cítricos
-Cobre Quelado
-Colostro
-CoQ10
-Equinácea
-Extrato de Timo
-Ginkgo Biloba
-L-Cisteína
-L-Isoleucina
-L-Leucina
-L-Lisina
-L-Taurina
-L-Valina
-N-Acetil-Cisteína
-Quercetina
-Rutina

Demais tratamentos (Técnicas Complementares):

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”prostata” />prostata

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução de Doenças da Próstata através da associação da homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado.
Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas.
E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de especialistas.
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”prostata”/prostata

Referências:
1. Traber M G, Packer L. Am J Clin Nutr. 1995;62:1501S–1509S. [PubMed]
2. The Alpha-Tocopherol Beta Carotene Cancer Prevention Study Group. N Engl J Med. 1994;330:1029–1035. [PubMed]
3. Giovannucci E. J Natl Cancer Inst. 2000;92:1966–1967. [PubMed]
4. Helzlsouer K J, Huang H Y, Alberg A J, Hoffman S, Burke A, Norkus E P, Morris J S, Comstock G W. J Natl Cancer Inst. 2000;92:2018–2023. [PubMed]
5. Neuzil J, Weber T, Schroder A, Lu M, Ostermann G, Gellert N, Mayne G C, Olejnicka B, Negre-Salvayre A, Sticha M, et al. FASEB J. 2001;15:403–415. [PubMed]
6. Neuzil J, Weber T, Terman A, Weber C, Brunk U T. Redox Rep. 2001;6:143–151. [PubMed]
7. Israel K, Sanders B G, Kline K. Nutr Cancer. 1995;24:161–169. [PubMed]
8. Landis S H, Murray T, Bolden S, Wingo P A. CA Cancer J Clin. 1999;49:8–31. [PubMed]
9. http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml
Páginas acessadas em 8-2-2016 das 21:33hs às 22:06hs

Sem Comentários

Deixe um Comentário