Transtorno de Personalidade Borderline (TPB)

05 fev Transtorno de Personalidade Borderline (TPB)

Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) pode parecer assustador e afeta cerca de dois por cento da população, isso é mais do que há em transtorno bipolar ou esquizofrenia juntos. Mas, há uma boa notícia: TPB é tratável e a recuperação é possível.

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”TPB”/>TPB

TPB – Personalidade borderline (TPB) é um transtorno de personalidade. cujas características essenciais incluem um padrão de impulsividade e instabilidade de comportamentos, relações interpessoais e auto-imagem distorcidas. Pode haver raiva incontrolável e depressão. Pessoas com TPB são especialmente sensíveis aos sentimentos de rejeição, isolamento e falha percebida. Elas têm muitas vezes consciência da intensidade de suas reações emocionais negativas, e, uma vez que não podem regulá-las, fecham-nas completamente.

 
<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”TPB”/>TPB

Enquanto as pessoas com TPB também sentem alegria intensa, são particularmente propensas a disforia, ou sentimentos de angústia mental e emocional. Entre fatores predisponentes cita-se o histórico de uma criança, emotiva que cresce em uma família austera, ou ainda abusada sexualmente, o que ainda pode gerar tendência suicida.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”TPB”/>TPB

Além de intensas emoções, pessoas com TPB têm labilidade emocional, ocorrendo com mais frequência entre a raiva e a ansiedade, e entre a depressão e a ansiedade.
Comportamentos impulsivos são comuns, incluindo: abuso de álcool, distúrbios alimentares, sexo desprotegido ou sexo com múltiplos parceiros e direção perigosa.
As pessoas com TPB podem ser muito sensíveis à maneira como os outros os tratam, sentindo desde intensa alegria e gratidão até intensa tristeza ou raiva.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”TPB”/>TPB

Diagnóstico da TPB :
A OMS, junto ao CID-10 define um distúrbio conceitualmente similar ao transtorno de personalidade borderline, chamado (F60.3) transtorno de personalidade emocionalmente instável.
Seus subtipos dois são descritas a seguir. Pelo menos três dos seguintes devem estar presentes, uma das quais deve ser:
1. Marcada tendência a agir de forma inesperada e sem considerar as conseqüências;
2. Marcada tendência a se envolver em comportamentos briguentos e ter conflitos com os outros, especialmente quando os atos impulsivos são contrariados ou criticados;
3. Explosões de raiva ou violência, com incapacidade de controlar as explosões comportamentais resultantes;
4. Dificuldade em manter qualquer curso de ação que não ofereça recompensa imediata;
5. Humor instável e caprichoso (impulsivo, caprichoso).

Terapia com Suplementos:

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”TPB”/>TPB

Dados de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bio-ressonância para sabermos qual a opção certa em cada caso, aqui apenas alguns exemplos:
– Vits. B3 e C
– Intoxicação por metais, flúor e análogos: verifica-se e elimina-se
– Problemas digestivos com ou sem disbioses: reposição com pro e pre bióticos
– Alteração de neurotransmissores: 5-HTP, mucuna, tyrosina, acetil-carnitina, GABA, fenilalanina
– Anti-oxidantes: Vits. C, E, Ác. fólico, NAC
– Deficiência de B6 e Zinco

Demais Tratamentos para (Técnicas complementares):

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”TPB”/>TPB

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução dos distúrbios de prersonalidade, como borderline através da associação da:
-Alimentação,
-Ervas,
-Acupuntura e Homeopatia, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado.
Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas.
E também sem nos esquecermos de demais fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode até requerer o acompanhamento de demais especialistas.
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

 

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

Sem Comentários

Deixe um Comentário