Alzheimer e tratamento com a Suplementação

19 nov Alzheimer e tratamento com a Suplementação

Alzheimer, é responsável por grande parte dos casos de demência, mas graças ao diagnóstico complementar e avaliação energética , juntamente com outros dados, conseguimos eliminar os fatores intoxicantes e fortalecer o organismo como um todo e então é possível oferecer-se o tratamento adequado com suplementos.

 

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Alzheimer/Dificuldade na memória imediata primeiramente medicina integrativa onde medicina complementar como hidrocolonterapia porque ozonio embora nutrologia em conclusão nutrólogo podem e alergologista deveria teste alergênico mas doenças infecciosas com termografia devido a microscopia similarmente endocrinologista pela mesma razão psicoterapia além de tudo hormônios bioidênticos muita psicologia como psicoterapia resultante Ortomolecular e Bioressonância com Ozonioterapia sempre psicanálise entretanto geriatria contudo geriatra porém ortopedia consequentemente ortopedista e finalmente gastroenterologia certamente gastroenterologista deve infectologista"

Alzheimer : O sintoma inicial mais comum é a dificuldade em recordar acontecimentos recentes (perda de memória de curto prazo). Mas, além da memória,                                                   Conforme a doença avança, os sintomas podem incluir:
muitos problemas com a linguagem, além de desorientação (incluindo facilmente ficar perdido) e ou alterações de humor e ou grande perda de motivação e ou não gerir o próprio cuidado, e ainda problemas comportamentais. Como consequência muitas vezes a pessoa retira-se da família e da sociedade.                                                      

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Alzheimer/Dificuldade na memória imediata primeiramente medicina integrativa onde medicina complementar como hidrocolonterapia porque ozonio embora nutrologia em conclusão nutrólogo podem e alergologista deveria teste alergênico mas doenças infecciosas com termografia devido a microscopia similarmente endocrinologista pela mesma razão psicoterapia além de tudo hormônios bioidênticos muita psicologia como psicoterapia resultante Ortomolecular e Bioressonância com Ozonioterapia sempre psicanálise entretanto geriatria contudo geriatra porém ortopedia consequentemente ortopedista e finalmente gastroenterologia certamente gastroenterologista deve infectologista"

Existem nítidas relações entre o Alzheimer e                            a função renal em primeiro lugar, a seguir seu correspondente cerebral (Plexo Coróide) e até mesmo o diabetes. De acordo com o artigo: “Plexo coróide: biologia e patologia”.      Emaranhados de anéis Ap e Biondi acumulam-se na doença de Alzheimer no plexo coróide contribuindo formação das placas de beta-amilóide no cérebro.

Alzheimer

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Alzheimer/Dificuldade na memória imediata primeiramente medicina integrativa onde medicina complementar como hidrocolonterapia porque ozonio embora nutrologia em conclusão nutrólogo podem e alergologista deveria teste alergênico mas doenças infecciosas com termografia devido a microscopia similarmente endocrinologista pela mesma razão psicoterapia além de tudo hormônios bioidênticos muita psicologia como psicoterapia resultante Ortomolecular e Bioressonância com Ozonioterapia sempre psicanálise entretanto geriatria contudo geriatra porém ortopedia consequentemente ortopedista e finalmente gastroenterologia certamente gastroenterologista deve infectologista"

 Para exemplificar melhor, a formação do plexo coróide no cérebro, isto seria equivalente ao glomérulo renal e da mesma forma que as alterações inflamatórias do organismo podem alterar a estrutura do glomérulo resultando numa nefrose, ou perda de proteínas na urina, os derivados inflamatórios crônicos do organismo, em geral se depositam no plexo coróide resultando numa dificuldade seletiva da filtragem do sangue para formar o líquor, ou fluído que circula no Sistema Nervoso Central, de modo progressivo.

Quadro cerebral comparativo de doenças neurodegenerativas.

Terapia com Suplementos:

Dados de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com o diagnóstico complementar e avaliação energética para sabermos qual a opção certa em cada caso, aqui apenas alguns exemplos: Cuidar dos Rins e ou fígado e ou pâncreas e ou Tratar eventuais agentes infectantes como herpes e ou Repor: GABA e ou Selênio, quelatos, entre outros.
Mas, em primeiro lugar é necessário quelar metais tóxicos!

Tratamentos Complementares:

 <img src=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”Alzheimer” />Alzheimer

 
Como, onde, quando e porque, tire suas dúvidas conosco, ZAP 11 95321-1835

Agendamentos:

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”alzheimer”/alzheimer

 Referências: 


I- Hartwig Wolburg and Werner Paulus ACTA NEUROPATHOLOGICA Volume 119, Number 1 (2010), 75-88, “Choroid plexus: biology and pathology”  Principal
II- Jean-Marie Serot, Marie-Christine Béné, Bernard Foliguet and Gilbert C. Faure ACTA NEUROPATHOLOGICA Volume 99, Number 2 (2000), 105-108, “Morphological alterations of the choroid plexus in late-onset Alzheimers disease”     Secundário                                                                                http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml    terciário e finalmente http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml        

Acessados em 15-2-16 às 18:00hs 

  #Criesaude