Hipotireoidismo e Como tratar

06 nov Hipotireoidismo e Como tratar

Hipotireoidismo : Você sabia que a depressão, doenças do coração, fadiga crônica, fibromialgia, TPM (tensão pré-menstrual), sintomas da menopausa, dores musculares e articulares, síndrome do intestino irritável, doença auto-imune, podem indicar problemas com a  tireóide?<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”hipotireoidismo”/>hipotireoidismo

Hipotireoidismo

Os sinais e sintomas clássicos de uma glândula tireóide preguiçosa podem incluir:

  • Ganho de peso, 
  • Letargia, fadiga
  • Cabelo e unhas de má qualidade, ou perda de cabelo, 
  • Pele seca, 
  • Mãos e pésfrios
  • Constipação 
  • Colesterol alto
  • Menstruação irregular
  • Libido baixa
  • Infertilidade
  • Doenças gengivais
  • Retenção de líquidos
  • Acne, eczema
  • Memória falha
  • Resistência baixa


O fato triste é que a maioria das pessoas com hipotireoidismo não é

diagnosticada.

A maioria dos médicos acredita que, se o valor de TSH está dentro da faixa, ou gama de “normal”, sua tireóide está bem. Mas, a nova gama ainda não é totalmente

confiável como o único indicador de uma glândula tireóide problemática. Porque você simplesmente não pode identificar um valor de TSH que é “normal” para cada pessoa, independentemente da idade, saúde, ou outros fatores.

Somente quando os médicos aprenderem a tratar o paciente e não o teste de laboratório começarão a fazer progressos contra as doenças da tiróide.

Os hormônios tireoidianos interagem com todos os seus outros hormônios como a insulina, cortisol e hormônios sexuais como o estrógeno, a testosterona, progesterona.
E trabalham em um loop de feedback com seu cérebro – especialmente a sua hipófise e hipotálamo.

T3 e T4 – são os que controlam o metabolismo de cada

célula do seu corpo. Mas o seu delicado equilíbrio pode ser rompido por desequilíbrios nutricionais, como toxinas, alérgenos, infecções e estresse.

Como saber se você está com Hipotiroidismo?

 

Além dos sintomas e sinais acima, você pode ter rouquidão, sem motivo aparente, ou se o terço externo de suas sobrancelhas estiver fino ou faltando. Infecções crônicas recorrentes também são

vistos, porque a função da tireóide é importante para o sistema imunológico.
Outro sinal é uma baixa temperatura corporal basal (BBT), menor que 36,4ºC em média durante um período mínimo de 3

dias.

Hipotireoidismo subclínico coexistente muitas vezes desencadeia ou piora outras doenças crônicas, como as doenças auto-imunes.

Dieta                                                                                                                 

É importante eliminar alimentos processados, adoçantes artificiais, gorduras trans e qualquer coisa com ingredientes químicos. 

Sensibilidade ao glúten e alimentos estão entre as causas mais comuns de disfunção da tireóide, pois causam inflamação.
Aproximadamente 30 por cento das pessoas com tireoidite de Hashimoto tem uma reação auto-imune ao

glúten!

O teste pode ser feito para glúten e sensibilidades de outros alimentos, através da biorressonância.

Substâncias não indicados:

  • Soja por ser rica em isoflavonas etc, mas podendo servir caso esteja numa formafermentada.
  • Flúor, cloro e bromo e derivados químicos como benzeno esolventes presentes em produtos de limpeza etc. Todas essas são situações corretamente avaliadas pela biorressonância, ou exames específicos, além do sistema EIS  já incluso na primeiraconsulta.

Alimentos indicados:
Óleo de coco é um dos melhores alimentos que você pode

comer para sua tiróide.
Comer integrais, alimentos não transformados, e escolher sempre mais orgânicos.

Estresse e função adrenal                        

 

Níveis de hormônio tireoidiano caem durante o estresse,

enquanto você realmente precisa de mais hormônios da tireóide durante períodos de estresse. Verifique seu sono e exercícios.

A resposta ao stress prolongado

pode levar a exaustão adrenal (também conhecida como fadiga adrenal), que é frequentemente encontrada ao lado de doenças da tiróide.

Opções alimentares para a

tireóide preguiçosa
As algas, são ricas em minerais e iodo (hijiki, wakame, arame, dulse, nori e kombu). Mas, devido a contaminação dos mares do Japão, estas opções devem ser reavaliadas, assim como a clorela e a espirulina.
Comer

castanhas, que são ricos em selênio.
Luz solar de manhã, ou usar a vitamina D3.
Comer alimentos ricos em vitamina A.
Certifique-se de que você está comendo o suficiente de ácidos graxos e ômega-3.

Tomar hormônio da tireóide deve ser feito somente depois de termos descartadas outras condições que possam estar causando a disfunção da tireóide, como a fadiga adrenal, alergias

alimentares, desequilíbrios hormonais etc

Referências:

http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2010/01/02/Many-Symptoms-Suggest-Sluggish-Thyroid.aspx