INSONIA e tratamento pela suplementação e homeopatia

12 mar INSONIA e tratamento pela suplementação e homeopatia

Insônia é definida pela resposta positiva a qualquer uma das duas perguntas: “você sente dificuldade para dormir?” ou “você tem dificuldade de iniciar ou manter o sono?

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Insônia pode ser classificada em insônia primária e secundária. A insônia primária é uma desordem do sono devido a uma causa não médica, psiquiátrica ou ambiental. É descrito como uma queixa de início do sono, ou perturbação da manutenção do sono, ou a experiência de sono não refrescante. Em ambos os casos as predisposições bioquímico-moleculares devem ser devidamente avaliadas e corrigidas.

  
<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Insônia: Caso haja a manutenção de um padrão não reparador do sono, com ausência da fase REM, quando incidem sonhos, por exemplo, várias complicações orgânicas e psíquicas podem surgir:
– Baixa performance
– Lentidão
– Perda de concentração
– Riscos de depressão e ansiedade
– Obesidade
– Hipertensão
– Queda da imunidade
– Risco cardíaco
– Risco de Diabetes
A causa mais comum da insônia é quando nosso cortisol está fora de equilíbrio, que significa que é muito alta durante a noite. Isso fará com que você fique acordado. O cortisol é o hormônio que seu corpo produz em resposta ao estresse, real ou imaginário, que é por isso que é comumente referido como “hormônio do estresse”. Cortisol é suposto ser alta na parte da manhã quando você acorda e lentamente mais baixo durante o dia. No entanto, se você está estressado, o cortisol pode estar elevado à noite e manter sua energia elevada e você acorda.

 
   
<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Se você tem uma queda da função da tireoide é mais provável que você tenha baixa função das glândulas supra-renais. Elas trabalham juntas. Esgotamento adrenal pode vir quando tivermos de lidar com o estresse crônico a longo prazo. Suas glândulas supra-renais ficam sobrecarregadas pelo trabalho, o resultado é que você irá se sentir exausta(o), muitas vezes deprimida(o), com insônia, e seu tônus muscular diminui, enquanto aumenta a gordura corporal. Sua função da tireóide está intimamente associada à sua função adrenal, que está intimamente relacionada pela forma como você lida com o estresse.

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Como você lida com o estresse, o seu corpo pode ter alimentação suficiente para lidar com isso ou não. A maioria de nós estamos sob estresse, o que resulta em aumento dos níveis de adrenalina e cortisol e cortisol elevado tem um impacto negativo sobre a função da tireoide. os níveis de hormônio da tireoide caem durante o estresse, enquanto que você realmente precisa de mais hormonas da tiroide durante períodos de estresse.

  

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Outro aspecto da insonia é a higiene do sono, que é uma prática comportamental e ambiental recomendada, para minimizar a insônia. Médicos pesquisadores avaliaram a higiene do sono de pessoas que se apresentam com insônia e outras condições, tais como depressão, e recomendaram práticas de higiene do sono, incluindo:
– O estabelecimento de um horário de sono regular;
– Se for descansar ou dormir durante o dia, é recomendável logo antes das refeições, pois após as refeições, ha maior tendência para dar sono durante o dia, mas se for descansar apoś a refeição, é melhor deitar virado para o lado esquerdo durante 5 minutos;
– Não se exercitar fisicamente ou mentalmente muito perto da hora de dormir, limitar a preocupação;
– Limitar a exposição à luz nas horas antes de dormir;
– Sair da cama se o sono não vier;
– Não usar cama para qualquer coisa, mas apenas ao sono e sexo;
– Evitar álcool, bem como a nicotina, cafeína e outros estimulantes, principalmente nas horas antes de dormir;
– Ter um ambiente tranquilo e confortável de sono.

 

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Fatores circunstânciais, como tipo de colchão, posição da cama, ondas EM que influem localmente e etc, também podem ser investigados na avaliação inicial. Estes mesmos fatores interferem em nosso eixo.

 

Terapia com Suplementos:

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do sono, da alimentação, da atividade física, dos fatores pH, do eixo e mesmo da sexualidade.
Indicados à insônia de acordo com a avaliação clínica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bio-ressonância para sabermos qual a opção certa em cada caso, aqui apenas alguns exemplos:
Deficiências de várias vitaminas são conhecidos por estarem associados com a irritabilidade. Estes podem incluir:
– Niacina,
– Ácido pantotênico ,
– Tiamina,
– Vitamina B67,
– B6 e vitamina C.
– L-teanina
– Indução do sono GABA,
– Se sobrecarga cerebral ou sono com ansiedade 5-HTP,
– Triptofano ou Melatonina.
– Minerais: ferro, lítio, magnésio, manganês, potássio, quelato.
– Desintoxicação de metais pesados.
– Corrigir hipoglicemia reativa e alergias alimentares
– Extrato de Melissa Extrato de Valeriana Extrato Seco de Passiflora
– Betaína
– L-Glutamina
– L-Taurina
– Kawa-kawa

 

Demais Tratamentos (Técnicas Complementares):

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução de quadros de Insonia através da associação da homeopatia, ervas e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado. Entre outras Ervas, podemos citar : Kawa-kawa, Astrágalo , Echinacea, Valeriana, Ashwaganda, Verbasco, Folha de oliveira, Tomilho. Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas.
E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de demais especialistas.
Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.

 

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

<imgsrc=”http://https://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”insonia”/insonia

Referências:                                                             http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml    http://orthomolecular.org/nutrients/micronutrients.shtml American Psychiatric Association: Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Third Edition, Revised. Washington, D.C., American Psychiatric Association, 1987. Hanes: Health and Nutrition Examination Survey. U.S. Dept. of HEW Publication No. (HRA) 74-1219-1, Rockville, MD, 1974. Tucker DM et al: Nutrition status and brain function in aging. Am. J. Clin. Nutr. 52:93-102, 1990.                                                            http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2010/10/02/secrets-to-a-good-night-sleep.as                                                  http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml                                                            http://www.csom.ca/wpcontent/uploads/2013/01/Orthomolecular-Treatment-for-Insomnia-OMT-2009.pdf Acessados em 23-3-2015 às 5:00hs

#CRIESAUDE